sexta-feira, fevereiro 16, 2007

135-Sobre o referendo...


Uma semana decorreu desde o referendo que visa a regulamentação da lei da despenalização voluntária da gravidez , o ‘Sim' ganhou com 2 238 053 votos, ou seja 59,25% dos votos expressos, e o ‘Não' obteve 1 539 078 votos, isto é 40,75%.
Terminada a contagem da votação no referendo a nível nacional é notória a distribuição dos "Sim" e do "Não" , sendo que o "Sim" foi quase arrebatador nos distritos centro e sul.
Não o faço a título de crítica , mas antes o pessoalmente querer aprofundar a questão do porquê :- Dizer-se que os apoiantes do "Sim" se encontram mais encostados politicamente a uma centro-esquerda, e que essa existe mais nestes distritos, como tanta vez tem acontecido na distribuição de votos em outras eleições ? não sei se poderei fazer essa observação, no entanto essa realidade aconteceu. Sendo quanto a mim, e na minha opinião de eleitor , uma questão acima de tudo ponderada pelo direito de opção, opção essa eu acredito que quem se prontificou a dirigir às secções de voto o fez em consciência plena , tendo em conta toda a vivência que teve ao longo da Vida e os ensinamentos que lhe foram transmitidos. Decerto que não foi porque "outros" que se votou "Sim" ou porque A ou B , votou "Não" . Situações tão delicadas como esta terão que ser ponderadas e em análise consciente deliberadas. A outra questão que a mim enquanto cidadão me preocupa , é o facto de a abstenção verificada ser superior a 56% , isto é caso para pensar, qualquer dia proponho-me criar um partido chamada de "Abstenção" , quem sabe ele ganhe qualquer uma das eleições que por aí hão-de vir. O que custa no meio disto tudo é que mais de 56% da população votante deixe tamanho valor de decisão e responsabilidade na mão de outros, a comodidade e o "deixa andar" tão comum por esse País fora , demonstra em meu entender um modo de insanidade ainda mais agravada quando ao haver conhecimento dos resultados da votação, haja quem de mim se abeire e diga , e passo a citar " Ainda bem que eu não votei, é sempre a mesma merda... até parece que andam a gozar com o povo..." . Sinceramente , para atitudes deste tipo é dificil mesmo encontrar-se um modo de compreensão e análise que permita da melhor forma, discutir a aprovação de um qualquer projecto lei, enfim ... realmente , não sei o que diga, mas infelizmente existe ainda muita mente mesquinha ao ponto de além de não participar, ainda por cima contrariar o resultado de uma qualquer votação . A Liberdade que Abril nos deu, não será Liberdade se nos comportarmos como em situações deste tipo, da Liberdade também fáz parte o dever de contribuir numa decisão, e se assim é, melhor gozaremos esse conceito de Liberdade quando todos participarmos com a nossa escolha, em actos tão importantes , como são as eleições ou referendos...

e pronto, que mais posso dizer ? ... Olhem , uma boa semana para Todos / GW

1 comentário: