sábado, maio 23, 2009

220-ai esta crise que nos sufoca...

COMENTÁRIO DA SEMANA
Andamos todos nós no nosso dia a dia , como que desorientados numa consternação constante em tornar as coisas mais simples e fáceis de ultrapassar, mas , por muito que nos digam que a crise do momento era mais que previsível e sem um modo imediato de evitar, é verdade que no dia de hoje, os problemas nos remetem para uma bem mais profunda maneira de ver que estamos , espero eu, a bater no fundo. De onde surgiu e como surgiu, esta que é sobejamente já conhecida como uma crise de humanidade ??
Falhou a mão do homem, falhou a responsabilidade dos governantes, falhou a justeza das instituições, falhou você e falhei eu. Há a consciência, e isso não se nega que se perdeu parte da confiança e se passou ao lado da verdade. Toda a economia deve ser fundamentada e alicerçada numa confiança mútua, parece , a olhos vistos , que até esta se serve do virtual para nos cegar e fazer acreditar em coisas e situações que estão longe da realidade.
Os bons procedimentos devem ter em conta acima de tudo a verdade e sempre serem feitos á luz de regras a serem observadas e cumpridas por todos os intervenientes.
Vive-se sobre a especulação e a mentira, quem poderá dar "o litro" , e contribuir para uma produção atractiva se aqueles a quem entregamos tudo, nos atacam por detrás, e o pouco que nos dão com uma mão, logo de seguida nos tiram com as duas...
Especula-se aqui e ali, manuseia-se a vida como um jogo a bel-prazer dos sempre mesmos ganhadores, sim, porque esses , são sempre os mesmos e nós, á mínima somos sufocados com intimidações de incumprimento, onde a razão, é levada pela justiça que temoisamente se coloca sempre contra o desfavorecido, os outros, esses, continuam imúnes, presentes sempre na ribalta da boa vida como se de nada fossem culpados.
Especula-se, joga-se, fabrica-se dinheiro, enchem-se os bolsos, chegando ao ponto de se colocar em último plano a nossa dignidade, como se "lixo" fossemos.
Os pobres, cada vez estão mais pobres, os ricos cada vez mais ricos e o fosso entre pobre e rico é cada vez maior.
Não é justo que um dos bancos apresente no 1º trimestre deste ano 108 milhões de lucro, á custa de quem necessita de ajuda, que se cobrem juros em cartões na ordem dos 30% , que se apliquem custos por tudo e por nada, que se "ofereçam" planos de saúde, a preço de ouro, descontando todos os meses valores nas nossas contas sem a nossa permissão, elaboradas habilmente em "benesses" que não funcionam para a maioria. Que me interessa ter direito (dizem eles) a cartão de saúde se na minha zona não há os médicos e assitência que facultam esses serviços, que me interessa ter direito a cheques "á borla" se hoje quase os não uso, que me interessa procurar as letras pequeninas dos contratos, se os mesmos são antecedidos de uma lavagem cerebral, fazendo lembrar as excursões que proliferam um pouco por toda a parte, onde a troco de uma viagem, tanta vez se entra em compras, numa jogada de milhares...
DICA DA SEMANA:
-Evite o aparecimento de insectos e de bolor nos grãos guardados por algum tempo. Coloque entre eles um dente de alho com casca.
-Para conservar o aroma do café, junte um pouco de açúcar no pó e guarde-o na geladeira, num pote bem fechado.
____________________
uma boa semana a todos

1 comentário: