domingo, agosto 09, 2009

231-Raul Solnado 1929-2009

Adeus Raul...
Estou triste, não era familiar mas era muito mais que isso. Um companheiro que me ensinou a ver a vida de outra forma, tal era a facilidade com que colocava em nós aquela boa disposição tão característica. Digo, companheiro, não pessoal, mas companheiro pelos minutos, pelas horas, que nos deu quer na rádio, quer na tv, quer no teatro ou cinema, as suas palavras eram um bálsamo.
É verdade, tudo tem um fim e também Raul Solnado acaba de partir do nosso convívio.
Actor mais que querido do público português, acaba por falecer a 2 meses de celebrar os 80 anos depois de um acidente cardiovascular grave, que o levaria a uma operação ao coração, sobre a qual não resistiu. Incansável homem do humor, cada palavra era como um desenrolar de riso, ele próprio se descreveu como uma "fábrica de rir" .
Palavras para quê , era não só, um artista português, mas acima de tudo um artista do mundo.
Recordo a sua "Guerra de 1908" , o Zip Zip com Fialho Gouveia e Carlos Cruz, a famosa Visita da Cornélia ou O Resto são Cantigas. A sua presença em centenas de peças, filmes e programas, ficam para sempre marcados na minha e na vossa memória . Grande impulsionador e um dos fundadores da Casa do Artista. Recentemente descreveu a sua viada como "muito louca e dura mas muito saborosa. Com esta agitação toda o meu coração está preso por um fiozinho”, dizia...
Perda irreparável no contexto das artes, ficam comigo as suas palavras, os seu gestos , o seu sorriso.
Adeus Raul Solnado e obrigado...

2 comentários: