sexta-feira, novembro 13, 2009

242-Que gaita esta...

Que gaita... esta agora!!!!
É isso mesmo, é desta forma que me apetece começar... Que "ganda" gaita...
Tenho andado fulo, mas fulo a sério, por algo que me aconteceu esta semana. Isso mesmo, após quase 3 anos de ter passado à situação de reforma fui chamado a uma inspecção médica perante a Drª Delegada de saúde cá da zona.
Tudo isto por causa da incapacidade ou não para conduzir. Passo a explicar:
-Em janeiro de 2006 quando acometido de um "avc" foi-me proposta a reforma por invalidez. Ora, à época, face á debilitação existente era-me concedido 63% de invalidez.
Na altura, muito era evidente o agravo da parte motora direita, o que, obrigaria a um esforço suplementar, a fisioterapia e outros tratamentos levados a cabo, e com muita teimosia em "ser capáz", aliada a uma maneira de ser bastante positiva aos poucos me iria devolver aquilo que sou hoje, praticamente autónomo".
Ao fim de um ano , estava de novo apto a fazer uma condução ao nível do exigido, e que hoje faço regularmente, sem recorrer a qualquer ajuda suplementar, ou adaptação propositada.
Estamos em Novembro de 2009 e sou chamado a uma inspecção médica, onde me informam que não poderei conduzir um carro normal, pois irá ser anexado à carta de condução a informação de que, só poderei conduzir carros com mudanças automáticas, entre outras condições ainda a ponderar.
Dialoguei com quem de direito, informando e demonstrando que o grau de invalidez proposto em 2006, (+ de 60%) obriga a algumas alterações para deficientes a ter em conta na viatura a usar.
Solicitei uma outra inspecção para averiguação da situação actual, e fui informado que só uma junta especial me poderá avaliar, mas que dificilmente o farão, porque o atestado de invalidez actual tem uma validade de 5 anos, e por isso só caducará em Novembro de 2011 (o mesmo foi passado em novembro de 2006), isto é, o mais provável é ter de adquirir um carro com caixa automática até expirar o prazo de validade do atestado actual.
Faço presentemente uma vida normal, com uma condução igual á anterior, não vejo porque não podem rectificar agora a % de invalidez ???
Soube entretanto que brevemente ( dentro de 3 meses) serei convocado para ir a Coimbra, (não entendo porque não pode ser mais perto) onde serei presente a uma outra inspecção, mas que dificilmente será revista a situação para o meu estado de hoje.
Certo é, que como tenho feito, e sem reservas, me deslocarei ao volante do carro que até hoje tenho conduzido, como normalmente sempre o fiz e penso continuar a fazer...
Coisas do arco da velha, que me deixam perplexo. Nem sequer usufruo presentemente de beneficios fiscais (pelo escalão), o que vou fazer ? o que me vai ser permitido fazer ? Com um carro relativamente novo, e uma carrinha comercial que ocasionalmente me sirvo, que faço ? vendo os 2 e compro um outro? mando adaptar os 2 ? ou contrato um motorista ??
Xiçaaaaa p'ra isto...
Um abraço para Vocês, por mim, amanhã vou até à Covilhã (a conduzir) visitar a filhota, ás voltas por lá com os semestres finais do Curso.

Fiquem bem /GW

1 comentário: