domingo, janeiro 28, 2007

132-Justiça ou não... eis a questão


Cuidados a ter com a Esmeralda enquanto pedra preciosa:- A esmeralda não deve ser utilizada em actividades como , trabalhos de casa ou qualquer outra onde a esmeralda possa receber pancadas. A esmeralda é uma pedra muito sensível a batidas fortes e riscos. Deve-se evitar também mudanças de temperatura repentinas... Isto é o que aparece designado na net em relação à Pedra preciosa Esmeralda. mas não é desta Esmeralda que quero escrever hoje, mas sim da Esmeralda , menina, que tanto se fala nos meios de comunicação a toda a hora e momento.
_________________________________________
Justiça ou não... eis a questão
Tudo começa há cinco anos atrás quando do registo de uma menina de nome Esmeralda , a qual terá tido na filiação "pai incógnito" e após esta situação terá sido pedido pelo Ministério Público uma averiguação de paternidade. Quanto a mim e na minha qualidade de leitor vejo muita baralhação na apresentação dos factos que cada uma das partes dão a conhecer , sabendo eu de ante-mão que cada um fará o seu melhor para conseguir o pretendido, aliás quase sempre numa acusação, haverá quem defenda a verdade e haverá quem defenda o contrário até uma resolução de consenso. A verdade porém é que quem mais prejudicado sairá desta situação vai ser a menor que aos cinco anos se vê envolvida numa roda viva.
Como pai, tenho a noção plena de que pai ou mãe não serão os biologicamente envolvidos, quando após o nascimento nada mais se sabe deles, cinco anos volvidos amor necessário houve da parte dos que são pais adoptivos. Não se é pai só pelo facto de ter engravidado uma mulher, agravado pelo facto de não interesse no acto após o nascimento, se foi assim claro.
Agora que tenha decorrido tanto tempo para levar a tribunal uma questão cinco anos depois ( cinco anos é cerca de 1/10 de uma vida , cinco anos é quase metade de uma adolescência). Onde se falhou, não saberei eu responder, a mim resta-me opinar perante os factos que são conhecidos e aí estarei pelo lado dos pais adoptivos, se outras razões houvera para assim não ser, o tempo decorrido desde a adopção já foi mais que suficiente para tratar desta questão.
Se hoje aparecem relatos de que as coisas não terão sido assim, porque elas não foram interpostas anteriormente, e a criança ? com quem quererá ela ficar ? com uma pessoa que de Pai tem o factor biológico , de quem ela mais nada sabe, ou com quem ao longo destes anos lhe deu amor, lhe deu carinho, a alimentou , a vestiu e esteve presente em todas as horas ? E o sentimento destes pais adoptivos não conta ' como irão eles viver a sua vida sem aquela que é a sua menina...
Bem, posso estar a trocar os pés pelas mãos e perder a razão em tudo o que digo após o desenvolvimento do caso, se é verdade que o pai verdadeiro quiz perfilhar a filha quando esta tinha um ano e aí não conseguiu ? Em todo o caso não deixo de ficar furioso que além de quererem dar razão a este pai que o é só biólógico, ainda seja o pai adoptivo condenado a pagar uma indnização ao mesmo. Pois é meus amigos, não será sómente esta a razão que o pai biológico tem para continuar em tribunal ? Huuuummmm cheira-me a esturro... Então e o pai adoptivo merece pelo acto ser assim condenado e a pagar o valor estipulado ?? bem , isto já não é esturro, isto de certo modo , cheira a outra coisa...
E pronto, por hoje é tudo, para todos vocês uma óptima semana.
____
GW

3 comentários: