domingo, julho 15, 2007

157-e se fosse por cá em Portugal ?...

Um destes dias. podia ler-se algures na imprensa nacional o seguinte texto:
Ex-ministro executado por corrupção na China...
"acusado de receber 6,4 milhões de iuanes em garrafas de vinho, o ex-director da Administração do Estado para Alimentos e Medicamentos, que tinha o estatuto de ministro, foi executado esta terça-feira por corrupção, segundo a agência de notícias Nova China. Zheng Xiaoyu, que tinha 63 anos, foi condenado no final de Maio, tendo posteriormente visto negado o seu recurso junto da Suprema Corte, adiantou a agência oficial de notícias. Zheng Xiaoyu foi condenado à pena de morte por receber 6,4 milhões de iuanes (620 mil euros) em garrafas de vinho de companhias farmacêuticas..."
Pois é, isto fáz-me pensar no que seria do nosso País se fosse colocada em prática atitudes de condenação deste tipo. Pessoalmente, sou contra a pena de morte, apesar de saber que existem situações em que digo para mim mesmo que a mesma devia existir, a verdade é que em meu entender nenhum ser tem o direito de paraticar tal acto, venha a culpabilidade de que lado e em que condição vier.
No País que temos e perante situações tão complexas de corrupção, se tal fosse colocado em prática por cá, poderíamos dizer por exº adeus ao futebol, tais são os conhecimentos que temos de actos ilícitos , tendo em conta que por menos de "dá cá aquela palha" há sempre alguém prontinho a ceder e em troco de algumas verdinhas , abonar-se demasiadamente bem, angariando contas suspeitas, carros de luxo, vivendas e o mais que pode vir, em troca de favores desleais, nem que para isso tenha de passar por cima de quem lhe é próximo.
Mas há mais, que seria de alguns dos nossos governantes, dos nossos autarcas, daqueles que estão à frente de organismos de índole mais variada... Pois é, das duas uma, ou não teríamos eleições porque já ninguém estaria disposto a servir , sem recurso aos tão afamados "tachos" , ou "cunhas" , "sacos azuis" , "luvas" e muito mais.
Se esta situação se colocasse no nosso País o que iria mais salientar-se e proliferar por aí seriam as funerárias, pois com tanta corrupção que por aí vagueia , não haveria lugar em branco nas páginas dedicadas à necrologia nos jornais.
Tudo isto fáz parte de cada um de nós , sempre ouvi dizer que anda meio mundo a enganar o outro, a verdade porém, é que , acredito que na China, e nos moldes em que esta sentença aconteceu, não haverá tão cedo alguém com vontade de agir em corrupção, e falamos duma situação de pagamentos em vinho, agora imaginem no que por cá vai, com contas em nomes de familiares em paraísos fiscais, lavagens de dinheiro, e uma vida em ascensão desmesurada, em que não se olha a meios para atingir os fins ...
Ai se isto acontecesse por cá...

Votos de boa semana

3 comentários:

  1. olá realmente no nosso pais da para fazer o que lhes dá na cabéça
    vou-te deixar aqui um email que recebi e mesmo so no nosso país
    A interrupeçao voluntaria da gravides dá direito a 30 dias com 100 por cento do ordenado
    enquanto um mulher gravida no fim do tempo se precisar de ficar em casa um més antes do tempo recebe um subsidio de 65 por cento uma mãe que tenha que ficar em casa a tomar conta do filho menor que esteja doente recebe 65 por cento do ordenado extraordiario não é ??
    e digo-te mais eu sou a favor do aborto imagima se não fosse .
    como se costuma dizer e esta ei??
    fica bem :))

    ResponderEliminar
  2. mto Crítico8:29 da manhã

    Coitado do Valentim Loureiro, Da Felgueiras, do Isaltino ... óhh meu Deus, que seria de nós sem vocês ahahahahah

    ResponderEliminar