domingo, agosto 05, 2007

160-aqui eu fui (e sou) feliz...

Hoje, vou falar de outra coisa, nada que tenha a ver com noícias da semana, nada de críticas de bem ou mal-dizer, hoje, vou falar-vos um pouco da praia aqui pertinho de casa, sim, também é tempo de falar um pouco das coisas de cá.
Sendo a zona rica em Praias, umas mais desenvolvidas, outras mais pacatas, a verdade é que apetece dar aqui a máxima " Vá para fora , cá dentro"
Refiro-me à Praia da Srª da Vitória, também conhecida por Praia das Paredes, a 1/2 duzia de Kms da Vila de Pataias, e tão perto de todos vós, pelos acessos , hoje bem favoráveis.
Parafraseando um certo anúncio publicitário "Aqui eu Fui (e sou ) feliz..." é deste modo que me vejo e me sinto.
É normal sempre que ali descanso os olhos, indo até além do horizonte, recordar a meninice e as horas passadas naquel areal. Parte do meu percurso de férias de verão através da ocupação dos tempos livres , na Colónia propriedade da empresa, que um dia mais tarde também viria a ser o meu local de trabalho, e já lá vão cerca de 45 anos desde essas estadas. Praia de areal imenso , com um tipo de população/habitação que nos convida ao descanso. Em termos de trajecto, pode chegar até Paredes da Vitória , vindo do Norte , saindo em Leiria, e tomando o caminho pela 242 em direcção a Pataias e aí pela nova estrada atlântica que o levará fácilmente até ao lugar de veraneio. Também , e em alternativa , quer venha do Norte ou do Sul, tem a possibilidade da A8 , saíndo na portagem de Pataias e a partir desta encaminhar-se ao seu destino, pois é fácil aceder a estes percursos.
Estamos no mês de Agosto e é este um dos mais escolhidos , quer pelo calor, quer pelos festejos em honra de Nª Srª da Vitória, que fáz afluir às Praias da zona, imensos veraneantes, na maioria emigrantes .
Têm as festas lugar na semana do 15 de Agosto, (este ano de 10 a 16 ) em que não pode faltar o tão característico Sírio em Romagem desde a Vila até à Praia , onde o colorido das carroças e tractores enfeitados a preceito, dezenas de cavalos a trote, centenas de ciclistas e alguns peões se fazem á estrada, seguindo a imagem da Santa , os Anjos, juízes da festa, tornando os 8 kms do percurso numa caminhada de alegria , onde não falta o som da Banda.
Se por acaso é amante do ciclismo em particular o BTT , não deixe de um dia cumprir a distância da Estrada Atlântica , hoje já ligada entre a Nazaré e Praia da Vieira, numa extensão de mais de 30 Kms, onde poderá sentir a fresquidão do mar , regalando os olhos na paisagem deslumbrante, sempre na segurança necessária que a Pista de passeio Pedestre e/ou Ciclista lhe oferece.
Práticamente no centro, localiza-se a pequena povoação, com agradáveis esplanadas, restaurantes, parque infantil e sanitários públicos. O recente Parque de Campismo (enorme) , veio dar outro alento à Praia. Estagnada durante décadas, por culpa de um Plano de Pormenor de PDM , insuficiente e que tarda em chegar e satisfazer os locais , que coloque um pouco de ordem naquele vale , outrora verde e hoje ocupado aqui e ali por casas , numa construção sem nexo . A Sul, zona já mais aproveitada bastante urbanizada no topo, existiu outrora uma mina que dá nome a esta zona da praia, e que foi explorada até finais do século XIX. Quanto ao Norte da Praia , o areal é limitado pelo “castelo”, a que chamam também de "Leão" ou "Leoa" , uma deslumbrante formação rochosa, onde o vento e o mar fizeram um trabalho de extrema beleza dando a ideia de um "leão" que repousa de frente para o Atlântico. Hoje em dia no topo das encostas, existem boas condições para a prática de parapente , cujo desporto atrai imensos praticantes e curiosos. Quanto ao vale, antigo sustento dos habitantes, é ladeado por uma estreita linha de água, que fez em tempos idos mover moinhos, hoje em repouso, mas que, no passado, abasteceram muitas povoações envolventes com a farinha que produziam.
É assim, passe por cá, o convite fica feito, há coisas que não se podem traduzir em palavras... só as vivendo poderá atribuir o digno valor... Já agora , não esuqeça, dê um saltinho às praias da zona, bem sossegadas para quem quer repouso, Falca, Légua, Vale Furado, , Mina, Polvoeira, Pedra do Ouro, Água de Medeiros e finalmente S.Pedro de Moel... decerto vai gostar... Traga um farnel bem recheado, passe pelas matas nacionais, e de tarde mergulhe nás águas límpidas (um pouco frias é certo) mas convidativas...
Um Abração

4 comentários:

  1. Humm q boa ideia...quem sabe eu apareço aí....Mar, praias, sossego, e bons Amigos é comigo !!!

    Beijinho e tenham um Bom Domingo
    :-)* da sp Amiga
    Miuda

    ResponderEliminar
  2. Amigo(s) apesar de estar à largos anos ausente, tenho o previlégio de conhecer a zona que o General fala, vale a pena, mas não optem só pelas belezas das Praias, visitem o Fabrico artesanal do Vidro (conhecem a Jasmin ? ), Mosteiro de Alcobaça, o de Batalha, Dêm uma passagem por aljubarrota, e a riqueza vizinha em castelos como o de Leiria, o de Porto Mós ou o de Óbidos.
    Esta zona é sem dúvida para mim, umas das melhores para fazer uma visita, digamos de fim de semana completo.

    daqui onde as águas pertencem a outro Oceano Vos envio saudações a todos
    ******
    Mena

    ResponderEliminar
  3. olá amigo mais uma vez te venho dizer que não conheço esse sitio mas pelo que disses deve ser lindissimo fica bem boa semana :))

    gotadechuva

    ResponderEliminar