domingo, agosto 26, 2007

163-e a mama que não acaba...

Um destes dias milhares de mães filipinas amamentaram os seus filhos simultaneamente , numa iniciativa para promover a amamentação e bater o recorde do Guiness.
A organização do evento diz que mais de 40 mil creches, hospitais e instituições privadas aderiram à iniciativa, que consideram ter sido «um enorme sucesso», chegando a estar mais de 300 mães a amamentar ao mesmo tempo num só local.
Agora imagine-se a situação vista de outro ângulo, isto é " Portugal bate o recorde de mais adultos a mamar em simultâneo" , tem piada não tem, mas olhem que não devo andar muito longe da realidade.
Num Páis onde quase tudo que insere dificuldade para o utente necessita de cunhas, para um emprego necessita-se de cunhas, para se vender um produto necessita-se de cunhas... Vejam lá bem que até já para se namorar têm sido necessárias cunhas. Agora, digam-me lá se é assim ou não é, se há cunhas, também designados por "jeitos" , também haverá na verdade quem beneficiará quando faculta essas mesmas cunhas, como se diz na gíria "há quem mame à conta de ..." Ora esses "favores" não são mais que uma forma de o outro (quem concede) usufruir de uma coisa a que chamam "mamar" . Muita vez se diz, olha aquele mamou à custa do par ceiro... Pois é meus amigos, cada um mama como pode, ou como lhe é permitido, outros até arrotam de tanto mamar, mas, mesmo assim ainda há os que se "enjoam" com certos tipos de "mama" e nem por força aceitam a "mama" de qualquer um, pena é que não haja muitos dessa estirpe, que preferem passar menos bem e não "mamar" às descaradas , procurando sim outra fonte de alimento, criada à custa do seu suor e quantas vezes das suas lágrimas, tanta e tantas vezes não reconhecidas como comprovativo para chegar mais além.
Vejam bem esta situação:- Um comercial de uma empresa vai a uma outra , daquelas de grande porte, oferecer os seus produtos, levado por um conhecimento do que esta usa, fáz uma proposta substancialmente inferior àquela que a então fornecedora tem em uso. O Responsável diz serem os preços apresentados óptimos para futuras aquisições e que irá ser analizado. No entanto , apesar das voltas de tal proposta dentro da empresa adquirente serem tantas , esta acaba nas mãos de um senhor cuja palavra é soberana , vá-se lá saber porquê, (a troco de !) e que fáz ele ! Comunica antes de mais à empresa fornecedora actual para baixar os preços, pois há uma possível concorrente com melhores propostas, em vez de solicitar aceitar melhores propostas da que agora se apresenta, (é que umas têm mama, outras nem sequer teta têm para mamar), e o que o responsável das compras quer é "mama"... Não é por acaso que a olhos vistos quem aufere um vencimento médio, fáz uma vida de ostentação duvidosa, e não tendo pais ricos , nem tendo saído o euromilhões, do céu não lhe caiu de certeza...
Infelizmente o ser-se honesto rareia , quando se quer alcançar algo , pois praticamente em todo o lado se "mama" . O que me doi e bastante é que com tanto "mamar" e tanta saída abundante de leite, o sector leiteiro se apresente com problemas levando mesmo ao aumento "generoso" do preço por litro... Ou será que a "mama" destes senhores das decisões, não é contituída pelo dito leite, mas antes por notas verdinhas, azuis, e sabe-se lá mais o quê , jantaradas, viagens e afins... revejam o mundo que vos rodeia e , bem, o melhor é serem Vocês a tirarem tais ilações... É por estas e por outras que a "mama" nunca acabará para alguns, é por estas e por outras que as cunhas cada vez estão mais á cunha, é por estas e por outras que tanta coisa neste país está um caos... Tanta gentinha a viver à grande e á francesa por motivo da mama e eu quase sem dentes , nem para conseguir coçar as gengivas arranjo uma mamoca...

Boa semana a Todos

6 comentários:

  1. Ai meu Deus tanta "mama" e tanto "leite" praki vai hoje!!!
    Nem sei por q ponta hei de comentar isto!!!
    Mas olha GW quem não chora...nã mamaaaaaaa :ppp e Tu até és alto , nã precisas de "cunhas" pa chegares ás "mamocas" rsrsrs
    Buáááááá quero um "brigadeiro"

    Agora fora de brincadeiras...É vdd sim, é preciso sempre as ditas "cunhas" para se obter algo e depois saber se "mamar"..é um mal "pegadiço" q nos ultimos tempos se tem vindo a agravar :s
    E ainda há quem diga q : Viver não custa..custa é saber Viver !!

    Bom Domingo pa Todos
    Jinhos da
    Miuda

    ResponderEliminar
  2. ehgraçado que ninuém se contenta em mamar em biberão, querem logo mama "grossa" ahahahahah

    [[[&]]]

    ResponderEliminar
  3. ah ah ah ah GW muito gargalhei agora ao ler o texto desta semana ah ah ah ah é verdade meu caro, temos que viver com o que temos
    [[[ ]]]

    ResponderEliminar
  4. Pois sim e muito bem ,vou mesmo referir umas palavritas que o Exmº Secretário Regional da Educação da Madeira, no ano lectivo de 1995/1996 me disse a mim aquando da sua visita às escolas e jardins da ilha.
    "Quem não chora não mama e quem não pede deus não ouve". Foram estas as palavras,devidamente enquadradas na conversa, porque eu como Educadora me fartava de pedir para o jardim e para as crianças, porque é lamentável dizer que a unica coisa que podia fazer era cantar e bater palmas todo o dia, como o disse a uma exmº sra inspectora (e aqui não coloco letra grande), que após isso me fez a vida negra.
    Senão fosse o secretário, ai ai, a pedante de merda, desculpando-me o termo, não parava de me fazer perseguição.
    Isso é uma história longa, talvez a conte um dia no meu blog.
    Mas isto da "mama", da "cunha", do "jeito" e dos "padrinhos" dá pano para mangas.
    Beijo

    ResponderEliminar
  5. hahaha meu amigo como sempre se fosse a falar dizia cada uma mas mais vale estar calada e como diz o ditado quem não chora não mama.
    E eu pessoalmente não gosto de chorar para mamar antes ir a luta para ter os meus idiais fiquem bem e continuaçao de optima semama
    por vezes tenho passado pela salita so que o porteiro não se encontra por la visto que tambem não posso passar por la a hora que ele se encontra :)**

    ResponderEliminar