domingo, outubro 29, 2006

117-Crise e/ou Recuperação ?

É mais que provável que haja desacordos sobre o que vou escrever hoje, é mais que certo que as divergências de opiniões são salutares para que se consiga mexer no que pode não estar bem, e agora mais que nunca, vozes se levantam sobre as atitudes e determinação dos governantes em levar por diante acções que penalizarão tudo e todos.
O que , no meu entender tem que ser avaliado é se temos ou não que cumprir com o que nos é solicitado de modo a haver uma renúncia aos tempos que correm e á crise subsequente de muitos anos de uma má gestão. A verdade é que os que mais se inclinam para a esquerda dirão, o que têm os governos feito ou o que poderiam ter mexido em anos anteriores para que que não tivessemos chegado ao que chegamos.
Considero sermos um País de lutadores, se o rendimento não é o desejado, não é só por culpa de uma das partes, empregados e empregadores terão a sua quota parte, pior ainda o é, quando a gerir tudo isto estão pessoas que à partida eleitas por nós , no entender de muitos não estarão a dar o melhor encaminhamento.
-------------------------------------------------------------------------
É um facto que há revolta, tem que existir essa revolta, os mais penalizados, estão nas ruas a falar de si, no entanto, todos somos penalizados, não só os afectos à educação ou à função pública, todos de uma ou de outra forma o somos.
Mas repito , falo por mim e simplesmente em meu nome, será que tudo é mau , será que não tem de se viver a situação presente em prol de um amanhã melhor? Já era tempo de termos um Governo que tivesse mão em algumas situações , as quais no seu conjunto contribuiram para o estado em que o país se encontra.
Há que ter coragem para colocar em prática decisões que levem a uma recuperação, mas, há também que ter em conta os sacrificios daí inerentes. Muitos antecessores a este governo, também eles mexeram em impostos, aumentando-os, mexeram nas taxas de juro, aumentando-as, mexeram nos bens essenciais, aumentando-os, em suma tudo fizeram com o objectivo de melhorar a situação que se vinha a agravar como uma bola de neve. Críticas como as de hoje , sempre a houve, sempre fomos penalizados e a verdade é que a retoma não aconteceu antes , nem sinais dela e talvez porque não se aplicou conscientemente algumas medidas.
Hoje, somos penalizados sim, sentimos na pele o desenrolar das aplicações impostas pelo governo e outras que se seguirão, mas pelo que notamos e só não verá aquele que não quer ver, sente-se a um nível global que há uma melhoria, muito aligeirada. tenho que confiar nos dados que me são dados a conhecer, tenho que acreditar quando análises exteriores dizem que estamos a melhorar por muito pouco que seja. Passaram talvez uns 12 anos desde que isso não acontecia, o que eu sei e sinto, e tal como Vós sou penalizado e mais que muitos é que a resolução passará pela aceitação de que a penalização de que somos alvo, terá frutos e abrirá as portas a uma confiança há muito de nós arredada.
Não podemos querer que haja períodos como imediatamente seguidos à revolução de Abril em que os aumentos foram significativos, a par de muitas greves, mas também devemos dar parte aos menos jovens que até nesse período, nos juntamos numa jornada de trabalho em que foi dado o valor de um dia de vencimento a bem do País e dos momentos menos bons também então atravessados, ainda por cima quando essa prestação dada por nós ao País foi trabalhada a um Sábado.
Não esqueço que para ter regalias que tive, abdiquei de outras, muitas vezes ficando numa faixa dos menos beneficiados, mas para a qual lutei e dei o melhor de mim.
Poderei levar nas orelhas pelo que escrevo, é quase tão certo levar nas orelhas, aceito as críticas e como cidadão responsável procurarei tirar as ilações que julgar convenientes em prol de uma melhoria que apesar de muito a custo eu acredito.
O problema quanto a mim não está nas penalizações que eu possa sofrer pelas exigências de quem governa. Para mim será isso um caso menor, desde que todo este sacrficio exigido, tenha uma boa razão e traga mesmo que a longo prazo uma melhoria de vida aos que cá estiverem, isso sim, por esse caminho eu me guiarei, por essas atitudes eu continuarei a dar de mim, para que se possível ainda possa disso fazer a melhor colheita...
Uma boa semana para todos com um forte abraço
____
GW

1 comentário: