domingo, maio 06, 2007

147-saber estar, saber falar...

Terça feira, 1º de Maio à tarde e eu em casa, o tempo está cinzento e envergonhado, à falta de melhor instalo-me confortávelmente no sofá, e passeio os dedos pelos botões do comando da tv, na esperança de fazer um entretenimento que me ajude a passar mais um dia.
Os filhos saíram e os "cotas" em casa, o sofá de tão usado , como companheiro de tantas horas, já apresenta uma grande cova, no meio que , custa-me a acreditar seja provocada por este corpo "gôdo" e rebolante.
Ao vaguear pela programação dos vários canais, (dispenso 46, alguém os quer) , deparei-me com um programa que desconhecia , apresentado pela Júlia Pinheiro, onde se debatia o problema da obesidade nas crianças e adolescentes. Só queria que vocês tivessem apreciado , uma miúda de 10 anos, a quem a Júlia se dirigiu para que falasse do problema da obesidade, fazendo ela parte do grupo em que se apresentava o debate.
Espantado, completamente pegado ao ecran , fiquei eu, ao ver a desenvoltura daquela criança de 10 anos, falar de um problema de tal forma e sabedoria, que tomaram muitos profissionais de comunicação , saber estar, saber fazer, saber comunicar. Comunicadora nata, sem "papas na língua" , deixou de boca aberta , quer a apresentadora, quer os médicos e técnicos, profissionais que se debruçam sobre a obesidade infantil, de tal forma que foi ela mesma a conduzir o programa, a ponto de ser só interrompida por cumprimento de tempos.
A certa altura da conversação, fez-me recordar o nosso querido Vasco Santana, numa frase tão marcante, utilizada em certo filme , ao deixar de boca aberta os próprios examinadores, assim também esta criança, acima da maioria de muitos adultos, "premeia" os intervenientes com um termo, para mim desconhecido, mas também , a reparar pela cara de espanto da assistência, desconhecido para muitos, falo do "buling" ou do inglês "bullying" , utilizado para descrever actos de violência quer física , quer psicológica, praticados sobre uma pessoa, como forma de intimidar ou agredir aquele que por assim dizer "é presa fácil" , cuja personalidade o torna incapáz de se defender, e que na maioria dos casos é notória no comportamento nomedamente dos companhieros de escola, onde se fáz mais sentir este tipo de agressão.
Pois é meus amigos, fiquei de boca aberta, tal a apresentação dada por esta criança, perante os técnicos que a acompanhavam, perante a apresentadora, perante a uma assistência que a ouvia atentamente.
Ai, se todos os apresentadores de programas , conseguissem transmitir segurança e saber, ao nível desta criança, ai , como os programas teriam mais efeito na passagem de uma informação que deveria ser acima de tudo esclarecedora, conclusiva, gratificante, e afável ao ouvido...
---------------------------------------------------------------
Ah , é verdade, não posso deixar passar esta data , sem deixar aqui, um beijinho às Mães, e que consigam manter sempre a melhor ligação mãe/filho, e assim viver em plenitude o papel de mãe, amiga, confidente. Em homenagem a todas as Mães, eu envio a ti , minha Mãe um beijo grande com saudade, pois eu sei que me acompanharás sempre, aí onde estás...

2 comentários: