domingo, maio 09, 2010

264-momentos...

Preocupa-me tanto como a vocês, o cumprimento e os resultados a alcançar com o PEC em execução. Muitos falam que vai ser difícil levar de vencida esta crise, outros acreditam, outros ainda continuam sentados à sombra da bananeira como se a eles não dissesse respeito.
Muita preocupação assimilada, disfarçada por um positivismo e uma esperança de que tudo venha a normalizar.
Depois há toda uma especulação que em nada nos ajuda, e os resultados em vez de se tornarem menos pesados, levam ainda mais a um "afundanço", que em nada contribui para melhores resultados e uma melhor imagem aos "olhos do Mundo".
Por cá, a última semana foi de algum modo atribulada;
-A carta de condução que teimava em chegar, finalmente deu de si. Após um anos de muita discussão e discordância, ei-la de novo em minhas mãos. Não podia ficar de braços cruzados, quando me era imposto a condução com obrigatoriedade de laterações nos comandos do carro, entre eles as mudanças automáticas. Ora, tal decisão em 2009, era fundamentada em relatórios de fevereiro de 2006, quando a condição físsica motora não permitia conduzir, situação ultrapassada alguns meses após, e que me levava habitualmente a conduzir sem reservas.
Após exames e juntas médicas consecutivas, só a última realizada em Lisboa no ãmbito do IMTT me vinha dar razão apesar de algumas limitações, mais pela visão do que pela parte motora. por outro lado a limitação a uma velocidade de 100, não me afecta, quando na maioria dos casos a não devemos atingir á excepção das auto-estradas.
-Outra situação que não posso deixar em calro, está relacionada com a benção das pastas da Filhota. Sinto um orgulho imenso, ainda mais quando penso que ela só tem 20 anos e a findar uma licenciatura, babado mesmo, é o termoq ue aplico a mim próprio. Apesar da chuva que caía impiedosamente, consecutiva e a "cãntaros", aquelas quase 4 horas ao ar livre no jardim de Nª Srª da Conceição na Covilhã (julgo ser esse o nome) , foi pequeno para albergar os milhares de pessoas entre finalistas , familiares e amigos presentes. Não consegui evitar que uma lagrimazita me corresse pelo rosto, e uma e outra , me fizeram chorar. Aquela imensidão de pessoas que não arredou pé até a tuna finalizar a cerimónia.
-Fiquei animado quando soube na 5ª feira passada que a esposa ia ser operada esta semana, se não erro, é a sua 9ª vez. Animado porque o sonho de estar presente na benção das pastas para ela, era o mais importante do momento, momento esse único e que não se iria repetir em sua vida, por outro lado, sabia eu que o sofrimento a cada dia era maior e a urgência se impunha, felizmente que a compreensão por parte do Hospital o permitiu e desse modo só hoje após o almoço se deu o internamento.
É o relato desta semana muito pessoal, não quero com isto desiludir ninguém sobre o meu habitual modo de escrever e relatar factos, ou em crónicas deixar aqui algumas palavras.
É importante que de nós próprios possamos aqui também partilhar assuntos pessoais, e independentemente de quem me lê, apreciando ou não é e será esta talvez a minha maneira de Blogar estes próximos tempos.

A todos um grande abraço e uma boa semana
GW

2 comentários:

  1. Agradeço e retribuo a visita.
    Legal estarmos ligados apesar da distância e peculiaridades do idioma.

    Gostei do relato pessoal, ando querendo adotar um pouco essa linha, numa espécie de diário.

    Vou conhecer mais um pouco do blog

    obrigada
    Grazi (direto do Brasil)

    www.viagemcomg.blogspot.com

    ResponderEliminar