segunda-feira, dezembro 04, 2006

123-Uma no cravo, outra na ferradura...

"Portugal tem alguns dos vinhos mais apreciados do mundo e lidera também o ranking dos países que mais álcool consome. Se o primeiro facto nos enche de orgulho, o segundo nem tanto assim. É que bebido em excesso, o álcool pode ser fatal...Portugal é um país tradicionalmente produtor e exportador de bebidas alcoólicas, principalmente de vinho. Precisamente por isso, é um país com graves problemas ligados ao alcoolismo."
-----------------------------------------------------------------------
Francamente, há situações que se nos deparam a cada dia que passa e que não lembram ao diabo. Se por um lado se apela a um consumo moderado do alcoól, ou até mesmo em alguns casos a um evitar bebidas alcoólicas fora das refeições e mesmo assim com moderação, por outro lado , chegam-nos imagens , desta feita em reportagem trazida até nós este último domingo, em que foi demasiadamente demonstrativo o apego ao alcoól, chegando mesmo na apresentação da peça em questão, fazer-se quase como um chamariz à "bebedeira" , equiparando religiosamente e elevando à categoria de santa uma tal de Bebiana , que reza a lenda em determinadas localidades portuguesas chegou a ser comemorado o seu dia e dedicado às mulheres dadas à “pinga”. Parece irrisório que a lenda , a qual parece sem fundamento , mas mais uma criação do povo em algumas zonas, venha a ser notícia de destaque num Jornal da noite de um canal de tv , onde se declamam frases de motivação a tais actos. Não quero com isto dizer que a comemoração seja digna ou não, (muito sinceramente parece-me que não) . Há hábitos e costumes que devem ser preservados é certo, mas daí até se trazer para a informação pública o estado de "bebedeira" como comemoração de algo .... não me parece muito correcto.
Por outro lado, e segundo o conhecimento a padroeira encontrada para representar o acto, terá nascido em Roma, morrendo por volta do ano 363 e que se saiba sempre viveu à margem do Vinho, porque raio a tradição a torna padroeira dos bebedores.
Dizem-nos as estatísticas, ser Portugal o primeiro consumidor europeu de bebidas alcoólicas, e por duro que seja, com a agravante do consumo do vinho ter vindo a aumentar nos últimos anos, sabendo-se que o alcoolism0 continua a afectar, sobretudo, os homens com mais de 30 anos de idade, é cada vez maior e mais notório o número de mulheres e jovens com problemas de dependência ao alcoól.
É sabido ser o alcoolismo uma doença de carácter progressivo, incurável e quase sempre fatal , cujo controlo tem que passar por uma aceitação e sobretudo por uma mudança de atitudes, por a qualquer instante ser iminente uma situação de "derrocada" e de novo se cair no poço , do qual tanto custou a sair. São conhecidas situações degradantes em que o alcoólico é um bebedor excessivo, cuja dependência em relação ao álcool, é acompanhado de perturbações mentais, do mau estar da saúde física, da relação com os outros e do seu comportamento social e económico. Perante toda esta situação , que é uma realidade que parece não ter fim á vista, não parece de bom tom que haja uma divulgação pública destes festejos, onde a bebida pelo que foi dito correu quase "a cantaros" , a uma hora em que as audiências televisivas são das mais altas...
Ai estes senhores moderadores de textos e reportagens que passam pelos nossos meios de comunicação, por favor, não venham dar uma no cravo e outra na ferradura, quando é mais que sabido que o alcoolismo é uma doença incurável, de determinação fatal e progressiva até mesmo em períodos de abstinência.
Um forte abraço / GW

12 comentários:

  1. Muita dor de corno por ai anda por não terem uma santa como a nossa :)
    VIVA A SANTA CARAIS!!!

    ResponderEliminar
  2. Ó anormal, fica sabendo que Bebiana é mesmo uma santa e é santa dos bêbados e dos epilépticos, por isso não venhas cá a dizer “... e elevando à categoria de santa uma tal de Bebiana”. Se não sabes, é melhor ficares calado. VIVA A SANTA CARAIS!!!

    ResponderEliminar
  3. Caro Miguel, não irei defender o GW até porque os comentários no Blog dele são livres, não me parece que o mesmo se dirigiu em ofensa à dita "Santa" , mas a forma como foi apresentada a peça e o relevo dado pela TVI que eu tb tive ocasião de ver. Acima de tudo não querendo tomar partido seja de quem for, acho o texto escrito pelo GW (que desconheço, mas leio) de uma utilidade pública, também o próprio concertza sabe quem é a "santa" e como apareceu a Lenda e não é por isso que será anormal, a não ser que o termo anormal seja aplicado por ser diferente de alguns outros, mas neste caso para melhor . Beber é uma coisa, saber beber é outra.

    ResponderEliminar
  4. Blue Warrior6:40 da tarde

    Quando não se sabe, não se fala! Não é? Primeiro informa-te e vê bem a tua fonte de informação! Já te disseram que a suposta santa é mesmo Santa, mas eu digo-te outra vez, ela é a PADROEIRA dos BEBEDOS!!! Desde já ficas convidado para compareceres em Caria dia 2 de Dezembro de 2007, para assistires às comemorações da Santa Bebiana, está o convite feito ou será um desafio? depois de assistires, fica bem claro, depois e só depois, podes escrever sobre a Santa Bebiana, isto é, se tiveres capacidade para isso! Eu fico contente por ver que algumas tradições estão bem vivas na minha região. Será que podes dizer o mesmo? acho que não... Porque não criticares isso? Porque não criticas a decadência das tradições em Portugal em vez de as deitares abaixo??? Serás português? Diz a tradição que o português gosta de beber, em especial, voltando às lendas ou histórias,VINHO!!! Há um dia para tudo, porque não haver um dia para os bebedos? Não são gente? Não têm o mesmo direito? Já agora nunca bebeste? Tristeza... Enfim... Sem mais para te dizer, mas com muito para te chamar, despeço-me... VIVA A SANTA!!!

    ResponderEliminar
  5. Bem dito, os comentários são livres e agora quem não percebeu o texto foste tu "anónimo" pois o GW diz e passo a citar "equiparando religiosamente e elevando à categoria de santa uma tal de Bebiana". Pois bem, como eu disse e disse também o blue warrior, a dita cuja Bebiana é mesmo Santa! Se a igreja (os padres principalmente) não gosta dela, o problema já não é meu, mas uma coisa eu digo, quem está lá em cima gosta da nossa santinha de certeza pois chove sempre nos dias que antecedem à festa e nos dias seguintes, agora dia 2 de Dezembro à noite, temos sempre bom tempo para comer e beber até fartar e ainda por cima à borla! Da próxima vez o Sr. GW (que não conheço nem pretendo conhecer) que se informe antes de escrever baboseiras. Quanto à reportagem da TVI, fui eu mesmo que os convidei e eles aceitaram e devo dizer que não sei qual foi o relevo que eles deram à peça (relevos por parte da TVI só vi 2 e eram os da repórter que era bem jeitosa) pois eu não vi nenhum! Esta festa já foi divulgada noutros anos pela RTP e pela SIC e não vejo o motivo de tanta indignação com uma reportagem sobre uma tradição que queremos manter bem viva ao contrário de muitas outras que se perdem por este Portugal fora. Apoio a notícia da TVI e tenho pena que tenha sido a única televisão a aceitar o nosso convite. Seguindo a lógica do GW, quando fazem reportagens sobre o consumo de droga, estão a incentivar o seu consumo! Tenham juízo! Uma borracheira por dia dá saúde e alegria!!! VIVA A SANTA CARAIS!!!

    ResponderEliminar
  6. Heavenwood7:50 da tarde

    A festa de Sta. Bebiana em Caria é um testemunho etnográfico de festas báquicas pagãs e pelo menos, uma das tradições mais originais da região e do país.
    No dia da festa preparam-se as padiolas onde se colocam os santos vestidos com rou+pas de pano. Estas padiolas, são enfeitadas com garrafões, botelhas (adaptadas a cabaças para vinho), garrafas ou qualquer outro recipiente onde seja costume por o vinho.
    À noite a procissão sai à rua de dois locais distintos. De um lado São Martinho, do outro Sta. Bebiana, encontrando-se as duas no largo do cruzeiro. Esta procissão é acompanhada pelos mordomos, secretários, juizes, e pelos irmãos. Aqui fica uma pequena ideia da festa de Sta. Bebiana, quem não sabe não deve falar...
    Aceita o convite e depois fala no assunto.

    Esclarece-me so uma duvida: querias criticar as noticias da TVI ou a nossa tradição? se a ideia era criticar a TVI, podes faze-lo com variadissimas coisas e a mim não me chateia nada, mas parece-me de mau gosto servires-te de uma tradição com tantos anos como a nossa para esse fim.

    Achas que as tradições não devem continuar? tens alguma coisa contra elas? Da-me a ideia que precisas de sair mais vezes a rua...

    VIVA A SANTA!!!

    So mais uma coisa, se fores para a porta de uma discoteca irás encontrar mais figuras tristes, mais bebados do que na festa de Sta. Bebiana.

    ResponderEliminar
  7. Berna's6:49 da manhã

    CARAIS!!!! Este blog só pode ser de algum cromolandês, de certeza.
    Acho muito triste que não se apoie tradições portuguesas, e também digo, não são cromos como este que vão deitar abaixo uma festa como a Santa Bebiana.
    A festa da Santa Bebiana é uma festa com mais de 100 anos, e há-de continuar, esperemos, por mais outros 100. Por isso, GW, ESTÁ CALADO E CALA-TE.

    VIVA A SANTA!!!!!

    ResponderEliminar
  8. É pá, gostei , afinal há comentários... o anormal do GW (confesso que fiquei contente) estava farto de ser normal... O texto sobre a Stª Bebiana como é sábido situa-se entre a realidade e a não realidade, daí a sua história como tantas outros ser considerada uma "lenda" . Apesar da minha não concordância em alguns factos, defendo sim a tradição no seu modo puro, não à crítica de quem festeja ou festejou na peça transmitida, mais sim à relevância e orientação de quem a fez. Mal de nós se não houvesse opiniões contrárias e todos opinassem da emsma forma. É verdade que a Stª existe, é verdade que a forma de a comemorar é a que demonstraram, assim como também é verdade que as tradições fazem parte de um povo.
    Agora que eu seja anormal por dar uma opinião, muito bem até aplaudo, só demonstra que faço parte da maioria, porque o que há mais por aí são opiniões.
    Quanto à Stª Bebedana, claro, viva a Santa, mas muito sinceramente uma coisa é comemorar a mesma e o seu significado, outra coisa é defender "bebedeiras" como já aqui se demonstrou neste painel ahahah, apesar sei-o bem que algumas respostas vieram da mesma pessoa opinante.

    Viva a Santa pois então, mas não me batam mais por condenar pessoalmente uma situação de bebedeira/alcoolismo como uma ou outra pessoa defendeu...

    É assim, opiniões contrárias é que levam á discussão e é através desta que se corrigem muitos erros, se os há a corrigir.

    (já tenho as orelhas quentes, já sei que vou levar mais)

    ResponderEliminar
  9. Como é de se imaginar o alcoolismo não podia escapar dessa nova realidade. Na França, por exemplo, o alcoolismo feminino já alcança seus expressivos 25% e sua incidência foi multiplicada por cinco nos últimos vinte anos.

    :::Confira

    :: Malefícios à Saúde da Mulher

    :: Gravidez e Alcoolismo

    :: Consumo de álcool em mulheres: uma análise qualitativa

    :: Doenças do Fígado

    Num dos estudos mais completos sobre o tema foram acompanhadas 13 mil pessoas durante mais de 12 anos. Nele foi possível demonstrar:

    1. para todos os níveis de consumo alcoólico, as mulheres correm mais risco de desenvolver doenças hepáticas do que os homens;

    2. para os mesmos níveis de ingestão, o risco de cirrose nas mulheres é três vezes maior;

    3. mulheres que tomam de 28 a 41 drinques por semana (1 drinque = 1 copo de vinho = 1 lata de cerveja = 50 ml de bebida destilada) apresentam risco de cirrose 16 vezes maior do que o dos homens abstêmios.


    :: Doenças Cardiovasculares

    Mulheres que ingerem um drinque por dia apresentam menor probabilidade de morte por doença cardiovascular. Esse benefício também é válido para as mulheres diabéticas.

    No entanto, a análise dos dados de dezenas de milhares de mulheres acompanhadas no “Nurses’ Health Study” revelou que tomar dois ou três drinques diários aumenta o risco de surgir hipertensão arterial em 40% e a probabilidade de acontecer derrame cerebral hemorrágico. Nas mulheres que bebem mais do que três drinques por dia o risco de hipertensão arterial duplica.

    Mulheres que abusam de álcool desenvolvem também miocardiopatias mesmo usando doses mais baixas do que os homens.


    :: Câncer de Mama

    A meta-análise de seis estudos importantes mostrou que mulheres habituadas a ingerir de 2,5 a 5 drinques por dia, apresentam probabilidade 40% maior de desenvolver câncer de mama. Esse risco aumenta 9% para cada 10 gramas de álcool (cerca de 1 drinque) diárias.


    :: Osteoporose

    O efeito inibidor da remodelação óssea do álcool é fenômeno bem conhecido em ambos os sexos. Mulheres com menos de sessenta anos que tomam de dois a seis drinques por dia têm risco maior de fratura de colo de fêmur e de antebraço.


    :: Distúrbios Psiquiátricos

    Todos eles são mais prevalentes em mulheres que abusam de álcool do que em homens que o fazem e do que em mulheres abstêmias. A única patologia mais freqüente no alcoolismo masculino é a personalidade anti-social.

    A prevalência de depressão em mulheres que abusam de álcool é de 30% a 40%. Estudos demonstram que a maior parte dessas mulheres bebe como forma de se livrar dos sintomas associados a quadros de depressão primária.

    Anorexia e bulimia estão presentes em 15% a 32% das que abusam de álcool.
    Mulheres que abusam de álcool tentam o suicídio quatro vezes mais freqüentemente do que as abstêmias.


    :: Consequências Psico-Sociais

    Problemas familiares são mais comuns entre mulheres que abusam de álcool (entre os homens são os problemas legais e aqueles relacionados com o trabalho). O alcoolismo torna as mulheres mais sujeitas a agressões físicas. Mulheres que consomem quantidades exageradas de álcool geralmente vivem com parceiros que também abusam da bebida.



    :: Consequências para o feto

    A ingestão de álcool durante a gravidez pode provocar distúrbios fetais que vão do retardo de desenvolvimento à chamada síndrome alcoólica fetal, caracterizada por anormalidades físicas comportamentais e cognitivas. Consumo de álcool durante a gravidez é considerado a principal causa evitável dessas anormalidades na infância.

    O alcoolismo é uma doença
    Porque é que o alcoolismo é uma doença física? O alcoólico sofre de uma péssima alimentação e má nutrição; deficiência em vitaminas, dispepsia, hepatopatia, desidratação. Apresenta além disso sintomas nervosos diversos; tremuras, cefaleias, alteração da memória.

    Porque é que o alcoolismo é uma doença psíquica?

    Porque o alcoólico tem necessidade de álcool para aceitar a realidade;
    Porque tem tendência a fugir às responsabilidades;
    Sofre de angústia, é agressivo, resiste mal às frustrações e às tensões;
    Porque nele o nível de consciência, enquanto racionalidade tende a baixar, levando-o a uma conduta impulsiva.
    Porque é que o alcoolismo é uma doença social? É o aspecto mais aparente do alcoolismo:

    Negligência perante a família;
    Divórcios numerosos entre os alcoólicos;
    Frequentes perdas de emprego;
    Perdas dos velhos amigos que continuem sóbrios;
    Problemas financeiros... recurso às organizações sociais;
    Agressividade perante a sociedade;
    Dificuldade em colaborar numa obra comum.
    Porque é que o alcoolismo é uma doença moral?

    Porque o alcoólico esquece normalmente a sua vida espiritual;
    Porque não respeita as suas obrigações perante a família, os colegas de trabalho, a sociedade;
    Porque perde todo o senso moral.

    _Topo
    Tratamento
    Se o alcoólico é um doente, é necessário persuadi-lo de que a sua doença se pode tratar. Evitemos, portanto, considerá-lo como um viciado ou um fraco de espírito. As repreensões, o ridículo, os sermões, as atitudes protectoras, só fazem com que ele continue a beber. Há, sobretudo, que ajudá-lo a eliminar ou minimizar as causas que o levaram a encontrar lenitivo na bebida.

    O alcool não é mais do que uma droga socialmente aceite...por isso,os que criticaram o Senhor GW deveriam ler algo sobre o alcoolismo,assim perceberiam a indignação do mesmo,lamento a forma como foi GW criticado aqui,só poderei concluir,ser de alguém alcoolizado.
    Para si,GW,um forte abraço

    ResponderEliminar
  10. Bem, quem me conhece minimamente sabe q eu por norma tenho o habito de ignorar os ignorantes, mas, tb tenho por habito de nao deixar passar em branco quem ousa ofender os meus Amigos, e o q li daquele comentador só me levou a concluir: ou é ignorante ou sofre da terrivel doença chamada "adição" !!E aí quer padeça de um mal ou de outro, caro comentador, no minímo seja educado !!
    -----------------------------------

    Para TI GW um Grande beijinho cheio de carinho da sempre amiga
    Miuda

    ResponderEliminar