domingo, maio 07, 2006

83 - É sempre dia da Mãe...


Apesar de ter ficado sem Mãe em idade já bem adulta, não imaginam a falta que tenho sentido estes anos. O valor que damos, quando ficamos sem, quem tantas vezes nos aninhou em seu colo. São ciclos de Vida que temos que ultrapassar. Órfão de Pai era ainda uma criança, foi em Ti Mãe e com os teus ensinamentos, que os meus alicerces se formaram e que se edificaram naquilo que hoje sou. A Ti e a todas as Mães eu deixo a minha singela homenagem, não só neste dia, mas a cada momento...

Dia da Mãe
P
ercorrendo alguns textos sobre a origem da comemoração do Dia da Mãe , reparo serem diversas as explicações dadas por historiadores distintos, entre elas atribuindo às mais antigas festividades , tradicionalmente decorrentes na antiga Grécia, numa data coincidente ou designada como a Festa da Primavera, a qual se dedicava e prestava honra à Mãe dos Deuses - Rhea.
Consta na mitologia grega, que Rhea foi a mãe de Zeus e irmã de Kronos, tida por muitos como uma das mais influentes deusas em Creta, Arcadia e Phrygia. Assim como a deusa Gaia, Rhea seria também considerada a mãe de todos os Deuses. Já em Roma, a Mãe era celebrada em honra de Cybele, a mãe dos deuses romanos, tudo isto acontecendo e celebrado, ao que tudo indica já por volta de 250 anos antes do nascimento de Cristo.
Várias datas de comemoração são conhecidas ao longo da história , por exº no século XVII, na Inglaterra celebrava-se no 4º Domingo de Quaresma (40 dias antes da Páscoa) um dia chamado “Domingo da Mãe”, com o qual se pretendia homenagear todas as mães inglesas. Neste período, sendo normal a maior parte da classe baixa inglesa trabalhar longe de casa, fora da família, era deste modo consagrado como sendo o Domingo da Mãe, ao que , tendo os servos um dia de folga eram assim deste modo encorajados a regressar a casa e passar esse dia com a sua mãe e onde esse significado era vivido em toda a sua plenitude.
Porém, o verdadeiro Dia da Mãe é comum ser associado a Anna Jarvis. Esta aos 41 anos de idade, perdera a sua mãe. Com sua irmã Elisinore, sentiram a sua grande e irremediável perda levando-as a reflectir sobre o facto de não existirem demonstrações concretas de apresso para com as mães. Sendo assim, Anna Jarvis decidiu fazer algo, na esperança de que a celebração de um dia dedicado à Mãe iria estimular a estima e consideração dos filhos para com os seus pais, para além de incentivar os laços familiares.
Deste modo, foi em 1907 que Anna empreendeu o esforço necessário à instituição do Dia da Mãe. Com a ajuda de seus amigos, levaria a cabo através dos correios uma campanha, com vista a obter apoio de todos os congressistas, políticos influentes e personalidades da sociedade norte-americana, com o objectivo de ser oficialmente declarada uma data comemorativa do Dia da Mãe. Os seus esforços não seriam em vão e a tão desejada comemoração fica marcada para 10 de Maio de 1908 , data em que, pela primeira vez, numa cerimónia religiosa, Anna Jarvis honra sua Mãe. Reza a documentação existente, que para adornar a cerimónia foram utilizados cravos vermelhos, a flor favorita da mãe de Anna. Desde então, os cravos vermelhos converteram-se no símbolo da mães em vida e os cravos brancos o símbolo das mães que já partiram.
A partir desse ano e um pouco por todo o Mundo se foi instituindo a comemoração do Dia da Mãe. Será em Dezembro de 1912 criada a Associação do Dia Internacional da Mãe com vista à promoção generalizada desta efeméride tão especial em todo o mundo.
Recordo ainda ter sido em Portugal, o Dia da Mãe comemorado, no dia 8 de Dezembro, dia de Nossa Senhora da Conceição, a Padroeira de Portugal. Presentemente é o primeiro Domingo do mês de Maio, a data em que se assinala esta comemoração.
Bom seria, que não fossem as datas que assinalamos, presságio para se comemorar algo, mas sim que em cada dia das nossas vidas recordássemos e tivéssemos bem presente o que elas representam para nós. Há o hábito de se correr ao consumismo para festejarmos esta ou aquela data e tanta vez nos esquecemos do que há demais importante: O AMOR
(parte de pesquisa conseguida "in Net")
Um bem-haja a todas as Mães
GW

1 comentário: