sexta-feira, dezembro 09, 2005

45 - Direitos do Homem

Não devia acontecer nos dias de hoje, mas infelizmente continua ainda a existir um desrespeito considerável pelos valores e direitos humanos. Passa amanhã, dia 10 de Dezembro mais um dia dos Direitos Humanos, mas tantas e tantas vezes nos esquecemos de colocar em prática. As datas que tanto nos deviam fazer reflectir, acabam por ser simplesmente mais um dia no calendário…

Direitos (e deveres) do Homem
A
realidade nua e crua é que nós, como tanta vez já aqui referi, encontramo-nos demasiados embrenhados em causa própria, e descuramos os direitos humanos e, os deveres que a cada um de nós compete, ou pelo menos assim é exigível, numa forma de actuar que leve cada vez mais à preservação do que foi um dia dado a conhecer através de um Preâmbulo e de 30 artigos sobre a declaração Universal dos Direitos Humanos.
Não quero com isto, mostrar-me como sendo uma pessoa atinadinha, que tudo faz bem, ou que através das palavras aqui deixadas, pretende e só por elas, fugir com o rabinho à seringa… Não, sei que não, também eu falho e muitas mais vezes do que quereria, certo é, que só quando bato com os olhos em certas imagens que chegam até nós através da televisão, ou até das palavras que ouvimos em relatos que nos deixam boquiabertos, pela atitude e desempenho de certas pessoas perante os outros.
Por tudo se maltrata, por tudo se escraviza, por tudo se mata, por tudo se rouba… Estas são só as coisas que vemos e reparamos a cada dia que passa, e as outras? aquelas que nos passam ao lado? Injustiças feitas através de testemunhos irreais, ou por ideologias políticas diferentes de outrem, traduzidas em prisões absurdas… E a fome ? e as guerras ? que levam ao desespero de milhões por esse Mundo fora, levadas a extremos… São tão enganadoras e injustiçadas as atitudes que por vezes tomamos. Logo o 1ºArtigo nos diz e alerta “Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade. “ , e nós como é que agimos na maioria das vezes ?
Muito haveria para dizer sobre o que penso, sobre o que julgo ser o ideal e sobre a forma como tantas e tantas vezes actuo, mas o Homem , tem esse “pecado”, é que depressa se esquece, ou pior ainda, por vezes nem sequer age , avalia, e tem em consideração o seu semelhante como igual.
Aproveitem para reflectir e dar uma olhada no site que aqui deixo a seguir, é só clikar e rever a Carta Universal dos Direitos do Homem

http://www.unhchr.ch/udhr/lang/por.htm
Bom fim de semana e até 2ª feira

___________________
Beijokas & abraços / GW

1 comentário: