terça-feira, novembro 22, 2005

35 - Quem te viu e quem TV

Quem não tem, TV por cabo ou parabólica e, está confinado aos canais nacionais, das duas uma, ou desliga a televisão e não há serão para ninguém após o jantar, ou aluga um filmezito na loja da esquina… de resto, pouco ou mesmo nada de jeito…

Quem te viu e quem TV
D
iz-se por aí, e pelos vistos acontece, em especial onde é possível, que a população está a abandonar o hábito de ir ao cinema, optando quem pode, por ficar instalado no confortável sofá da sua sala, hoje mais que transformada em sala de cinema. Sala essa onde não faltam as mais incríveis facilidades em equipamento, haja para tal dinheiro na mão, claro, porque os sistemas de “home-cinema” acrescidos de um plasma não se encontra ao alcance de todas as bolsas. A não ser que se opte por fazer parte da imensa lista de famílias com índice de despesas superior ao vencimento
Mas, face a tudo isto, e para quem ainda não pode optar por estes equipamentos, e para quem nem sequer está perto dos grandes centros, onde a sala de cinema mais próxima fica a uma distância impensável para haver uma deslocação que permita assistir, mais que não fosse a uma vez por mês a um filme, nesse aspecto , estamos feitos…
É um facto que já existem hoje outros meios, tais como as parabólicas ou a emissão por cabo. E os que não têm essa possibilidade? Por mim, apesar de estar abrangido pelo sistema de emissão por cabo, não é fácil desembolsar 700€uros ano, no mínimo, isto atendendo a que nem sequer posso assistir à Sportv ou aos filmes da Lusomundo, mas enfim…
Uma coisa é certa , para mim os 4 canais nacionais até chegavam, se fossem melhor estruturados e passassem outro tipo de programação, quando se dão ao luxo que alguma coisa mais interessante seja passada depois das 24horas, penso sim , que se deve tratar de uma melhoria urgente na programação e planeamento do que hoje nos estás pura e simplesmente a ser imposto. Actualmente, parece estarmos limitados a Quintas de não celebridades, recrutas de tropa que não existe e, ainda mais, a programas que só porque não atingem o objectivo, ficam por terra, declarando-se para tal uma simulação de incêndio , para acabar com o dito cujo.
Uma coisa é certa, teve o responsável deste último, a coragem suficiente para deitar abaixo algo que estaria aquém das expectativas, valha-nos isso.
Já nem vou falar num tal “fiel ou infiel”, que valha-me Stª Engrácia, se é aquele tipo de programa e de apresentador que vende, então meus Amigos, estamos muito mal em termos de apreciação. Mas sejamos realistas, também se nos massacram com filmes repetidos uns atrás dos outros, querendo obrigar-nos a bater o recorde de uma célebre espectadora que viu o Música no Coração mais de 350 vezes, então têm razão em fazer todas estas repetições. Face a tudo isto, resta-nos alguma Boa ficção portuguesa, trazida pela mão de alguns autores, muitos sabendo-se sabe-se lá com que ânimo, sabendo-se de ante-mão que pouca dessa produção será exibida, salvo raras excepções.
Mas que posso eu fazer, eu que nada posso… Se me dizem que as audiências são o que são e que é desse tipo de programa que a maioria gosta, terei que continuar confinado a esses direitos de opinião, e resignar-me a uma minoria, minoria essa que me deixa bem por saber fazer parte dela… Resta-me a cumplicidade que tenho com o "contra-informação".
E agora vou até casa, sentar-me no sofá, pegar no comando e … click , assistir a muitos mais 20 minutos consecutivos de publicidade. É obraaaaa


Desejo que estejam bem, algures por aí…
_____________________
Beijokas & Abraços / GW

1 comentário: